segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

7 dias para o AMOR

Imagem retirada de http://www.digitalphoto.pl/foto_galeria/2220_2006-0226.JPG

Do Amor

"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse Amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. [...]. O Amor é paciente, é benigno; o Amor não é invejoso, não trata com leviandade, não se ensoberbece, não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal, não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. Tudo tolera, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O Amor nunca falha."


Epístola da S. Paulo aos Coríntios, 13


"Então, Almitra disse: "Fala-nos do amor".
E ele ergueu a fronte e olhou para multidão, e um silêncio caiu sobre todos, e com uma voz forte, disse:
"Quando o amor vos chamar, segui-o
mesmo que os seus caminhos sejam agrestes e escarpados;
E quando ele vos envolver com suas asas, entregai-vos a ele,
[...] E quando ele vos falar, acreditai nele,
Embora sua voz possa despedaçar vossos sonhos como o vento devasta o jardim."


In O Profeta, de Khalil Gibran


"Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?"

Luís Vaz de Camões

"É urgente o Amor,
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos, muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.

É urgente o amor,
É urgente permanecer. "

Eugénio de Andrade

2 comentários:

Rui disse...

os poemas sobre o amor são muito bonitos

be/cre luís de loureiro disse...

Obrigada, Rui! Eu também gosto muito de todos estes poemas.